Ansiedade Em Pugs

O treinamento e muito amor ajudarão a acalmar os problemas de ansiedade de um pug.

O pug é um inteligente e amoroso pequeno membro do grupo de cães de brinquedo. Embora a raça seja tipicamente humorística, inteligente e temperamental, ela também pode ser propensa a problemas de ansiedade. Se o pug é seu animal de estimação canino de escolha, não deixe que a ansiedade o impeça de possuir esse maravilhoso companheiro canino.

Ansiedade Causas e Sintomas

Ansiedade em qualquer cão é um problema frustrante para seus donos, principalmente porque nem sempre é óbvio porque o animal se torna ansioso. Embora qualquer raça canina possa desenvolver problemas de ansiedade, as raças pequenas, como o pug, costumam ser mais propensas a esses problemas, porque tendem a ser mais sensíveis aos estímulos do que as raças maiores. Várias circunstâncias, incluindo negligência ou abuso por um antigo proprietário, treinamento inadequado em uma idade jovem e situações traumáticas em qualquer estágio da vida de um cão podem resultar em problemas de ansiedade. Latir, rosnar, respirar rápido, arquejar, se esconder, evitar humanos, tremer e destruir objetos são sinais de que um pug está angustiado com a ansiedade. Se você tem um cachorro ou pug adulto, reconhecendo os sinais de ansiedade lhe dará a informação que você precisa ter seu animal de estimação avaliado pelo seu veterinário e desenvolver um plano de ação para ajudar a tornar o problema mais tolerável ou corrigi-lo completamente. Gatilhos

Uma variedade de circunstâncias pode aumentar a ansiedade em um pug. Deixá-lo sozinho por muitas horas todos os dias, fazer uma viagem ao veterinário, ter companhia na sua casa e mudar a rotina do seu animal de estimação são o suficiente para fazer um cachorro ansioso reagir exageradamente. Pugs também são extremamente sensíveis aos humores de seus donos, então argumentos ou severas punições verbais só vão piorar os problemas de ansiedade dessa pequena raça. Além disso, um evento ou objeto, como dar um banho no seu cão ou a visão de um cão vadio, pode desencadear memórias de experiências traumáticas do passado, fazendo com que um pug escorregue para um ataque de ansiedade.

Avaliação Veterinária

Ansiedade em seu pug não é diferente do que se ele estivesse com sintomas físicos. Essas questões emocionais precisam ser avaliadas pelo seu veterinário para descartar possíveis problemas fisiológicos. Além disso, seu veterinário poderá orientá-lo na escolha da melhor maneira de lidar com os problemas de ansiedade do seu pug, incluindo possíveis treinamentos comportamentais ou o uso de medicamentos prescritos para ajudar a manter a mente do seu animal à vontade

Medidas corretivas

Ajudar um pug a manter a calma e diminuir sua tendência a ficar ansioso nem sempre é tarefa fácil. Embora dar muito elogio ao seu pug seja importante, ele também pode encorajar a ansiedade se você for ao extremo ao dar atenção a ele quando deixar seu animal de estimação sozinho. A punição nunca funciona, porque seu cão ficará ainda mais ansioso se sentir que está com raiva ou ameaçando. Tomando lento, pequenos passos são as melhores maneiras de lidar com a ansiedade pug. Se você tiver um filhote, a intervenção precoce com um instrutor comportamental ou de obediência lhe dará a orientação necessária para acalmar seu animal de estimação. Além disso, proporcionará socialização, que é vital para que ele se sinta seguro e relaxado em situações desconhecidas. Quando possível, deixe seu pug sozinho por períodos curtos e gradualmente aumente seu tempo sozinho para ajudá-lo a se ajustar a você. Usando uma caixa com seus brinquedos e roupa de cama confortável irá fornecer um lugar seguro para ele se descontrair. O reforço positivo com louvor quando ele é um bom menino mostrará que ele é amado.