Recuperação De Anestesia E Gatos

Os gatos precisam de tempo e cuidados atentos para se recuperarem da anestesia.

Seu gato pode precisar de anestesia por várias razões ao longo de sua vida. Limpezas e extrações de dentes, esterilização e reparo de lesões são apenas alguns procedimentos que exigem drogas anestésicas em felinos. Dê ao seu filho de pêlo cuidados especiais após a anestesia para ajudá-la a recuperar rapidamente

Acordando da anestesia

Mais do que provável, quando seu gato acordar de ser anestesiado, ela estará na área de recuperação do veterinário ou veterinário. hospital. Os cuidadores que trabalham nessas instalações ficarão atentos ao seu animal de estimação para garantir que ele esteja saindo do efeito da droga sem complicações. Eles monitoram sua respiração e ritmo cardíaco e mantêm-se confortáveis. À medida que os efeitos das drogas anestésicas desaparecem gradualmente, seu felino fica grogue, agindo como se estivesse intoxicado. Como ela ficará confinada em uma gaiola neste momento, seu gato ficará protegido de quedas e de objetos que possam prejudicá-la. Dependendo do tipo de procedimento que seu amigo tenha, seu veterinário pode mandá-la para casa depois de algumas horas ou exigir que ela passe a noite

As Primeiras Horas em Casa

Se você levar sua casa felina no dia dela cirurgia ou no dia seguinte, você precisará manter um olho próximo a ela enquanto ela continua a se recuperar da anestesia. Cada animal metaboliza os medicamentos de maneira diferente, portanto, como o seu animal reage será difícil de prever. Alguns gatos chegam facilmente dentro de algumas horas enquanto outros parecem drogados por dias. As primeiras horas em casa serão cruciais. Ao mantê-la aquecida, você eliminará calafrios e tremores que são comuns após a anestesia. Verifique seu gatinho com frequência para monitorar sua recuperação e intervir caso ocorra algum problema

Mantendo seu gato recuperado em segurança

Se você já fez alguma cirurgia, sabe como se sente instável ao sair da influência da anestesia. Então você entende a importância de proteger seu animal de estimação após a cirurgia. Ao manter seu garoto de peles em uma área fechada, você minimizará sua capacidade de perambular em perigo. Além disso, garantir que não haja objetos elevados para ela pular é importante para evitar que ela caia. Se você tiver etapas, você precisará levar seu gatinho porque ela estará muito grogue para experimentá-las sozinha. Grandes bacias de água representam a ameaça de asfixia ou mesmo afogamento para o seu felino drogado, por isso é vital que você limite a água até que ela esteja sobre a influência da anestesia. À medida que o gatinho voltar ao normal, limite sua atividade e não permita que ela brinque com outros animais por 10 dias a duas semanas após o procedimento.

Retornar a comida e água

Outro efeito colateral desconfortável da anestesia é vômito. Como isso é muito comum em gatos, restringir alimentos e água após a cirurgia ajudará a evitar o problema. Quando você levar seu gatinho para casa do veterinário, monitore-a por cerca de duas horas antes de oferecer um prato pequeno e raso de água e cerca de metade da quantidade de comida que você normalmente alimenta. Se ela come e não vomita, você pode oferecer mais comida para ela em várias horas. No seu segundo dia em casa, você pode colocar seu animal de estimação de volta em sua dieta regular se ela não estiver tendo problemas para manter sua comida no chão.

Sinais de Complicações

Embora possa parecer esmagadora, ajudando seu gato a se recuperar dos efeitos de anestesia não é difícil. Estar lá para ela quando ela voltar para si mesma ajudará a acelerar sua recuperação. Então, notará quaisquer problemas potenciais que possam ocorrer. Embora não seja provável, alguns animais de estimação têm reações ruins em relação à cirurgia e às drogas envolvidas. Se o seu gato desenvolver sinais e sintomas como dificuldade para respirar, letargia persistente, vômito excessivo ou sangramento no local da cirurgia, chame seu médico veterinário imediatamente para afastar qualquer problema com risco de vida.